+55 47 3466-1106

Estratégias para câmbio: conheça as melhores práticas para compra de moeda estrangeira

Nunca se falou tanto sobre planejamento financeiro e estratégias de câmbio como nos últimos tempos.

Quando a economia global estava prestes a se recuperar dos efeitos causados pela grande crise econômica de 2008, a crise sanitária que ainda experimentamos causou um enorme impacto na população mundial, atingindo praticamente todos os setores da economia mundial.

Pensando nisso, preparamos um conteúdo repleto de informações sobre o mercado de câmbio para que o seu time esteja atento às nuances dessa temática e consiga traçar as melhores estratégias para gerir suas finanças internacionais.

Boa leitura!

O que é câmbio no Comércio Exterior?

O Banco Central do Brasil (BACEN) define o termo “operação de câmbio” como a troca da moeda de um país pela moeda de outro país e, para que essa troca aconteça, deve haver uma operação formal por meio de uma instituição financeira habilitada para atuar no mercado de câmbio – o registro desta operação é chamado Contrato de Câmbio.

Trata-se de uma operação vital nas operações de Comércio Exterior e por isso exige uma estratégia de câmbio planejada.

No dia a dia, importadores precisam realizar operações de câmbio para trocar seus reais e pagar as faturas dos fornecedores internacionais. Por outro lado, exportadores efetuam operações de câmbio para trocar o valor recebido em moeda estrangeira decorrentes das vendas internacionais para reais.

Para entendermos os detalhes do mercado de câmbio é importante uma breve contextualização sobre o regime cambial.

Acompanhe:

O que é e como funciona o regime cambial?

Regime cambial é um conjunto de regras que definem a postura que cada governo assumirá frente à valorização da sua moeda, assim como os meios para considerar a taxa de câmbio. Diante disso, é importante notar que as nações são livres para adotarem o regime cambial de sua preferência. São três os regimes de câmbio existentes:

  • Câmbio de livre cotação ou flutuante: a oscilação das moedas é tolerada desde que não ocorram variações bruscas. Caso isso aconteça, as autoridades poderão alterar taxas de juros de referência com o objetivo de evitar situações de hiperinflação. O sistema monetário brasileiro opera desta maneira e, em casos especiais, recalcula a SELIC – a taxa de juros mais importante da economia nacional;
  • Câmbio fixo: não há livre oscilação das moedas, ou seja, o governo ajusta o câmbio a ponto de optar pelo endividamento da nação. A maior razão para esta opção é o rígido controle da inflação;
  • Câmbio de bandas: a oscilação das moedas é tolerada de forma tímida, ou seja, existem limites mínimos e máximos para a taxa cambial.

O que é fechamento de câmbio?

O fechamento de câmbio é o resultado final do processo formal de converter moedas estrangeiras em uma operação de compra ou venda internacional.

Para garantir o sucesso na hora de fechar o câmbio é preciso estratégia, e é justamente por isso, que decidimos esclarecer aqui os detalhes inerentes aos tipos de pagamento praticados no mercado internacional.

Pagamento Antecipado

O importador realiza o pagamento referente ao valor total da carga ao exportador antes mesmo do embarque acontecer.

Em operações como esta não há riscos para o exportador, já que o pagamento é adiantado.

Entretanto, é uma estratégia de câmbio arriscada ao importador, que assume o risco de não receber o produto pago.

Pagamento à vista

O importador assume o compromisso de pagar pela mercadoria assim que ela chegar ao seu destino; ou seja, antes da nacionalização, mas após o embarque no porto ou aeroporto de origem.

O maior risco desta operação assume o exportador, já que a quantia referente ao valor da venda não será feita com antecedência.

Pagamento a prazo

Nesse caso o exportador oferece maior flexibilidade ao importador, com negociações que podem variar de 30 a 120 dias após a nacionalização da mercadoria.

Negociações como essa costumam acontecer após um certo tempo de relacionamento comercial, pois requerem confiança entre ambas as partes uma vez que o pagamento da carga será feito depois que ela estiver em posse do importador.

Quer saber tudo sobre os tipos de pagamentos internacionais? Aproveite para ler esse artigo completo dedicado ao assunto!

Por que é importante ter estratégias para câmbio?

Elaborar uma estratégia cambial não é algo simples, pois assim como o planejamento exige muita pesquisa e estudo de tendências, a execução exige agilidade.

Demorar para fechar o câmbio pode ser prejudicial aos seus negócios, já que o efeito de um fechamento de câmbio realizado em momento inoportuno, pode causar grandes impactos no fluxo de caixa.

Nessa perspectiva, é bom que se tenha clareza quanto ao cenário econômico e os documentos necessários para o fechamento de câmbio, pois a documentação pode variar de acordo com a finalidade da operação, seja ela importação, exportação ou uma simples transferência internacional.

Quais são as melhores estratégias para câmbio?

Confira três dicas para evitar saia justa durante o fechamento de câmbio e garantir o sucesso nesta etapa tão importante e ao mesmo tempo sensível.

1. Evite centralizar todos os contratos em uma única instituição financeira

Atualmente as instituições habilitadas para operar no mercado de câmbio são extremamente ágeis e muitas delas priorizam a educação financeira dos clientes, portanto, mantenha um relacionamento saudável com mais de um banco ou corretora e aproveite o que elas têm a oferecer sobre o assunto. 

2. Acompanhe o mercado financeiro

Investir alguns minutos do seu dia para analisar as melhores taxas fornecidas por seus bancos de relacionamento é uma boa prática que precisa ser constante, até mesmo quando não há contratos pendentes de fechamento, pois a informação bem gerenciada possibilita bons insights para os momentos de negociação.

3. Avalie as possibilidades de utilizar Swap Cambial

Importadoras que contam com alto volume de faturas costumam firmar contratos de Swap Cambial quando o dólar apresenta tendência de alta. A estratégia de câmbio deste produto financeiro visa minimizar a incerteza relacionada à variação cambial, pois o Swap Cambial possibilita a troca da rentabilidade do dólar pela variação de outras taxas como, por exemplo, a taxa Selic.

Conheça as comitivas internacionais da AIN Global

Agora que você já leu nossas dicas para traçar sua estratégia, lembre-se que a meta da AIN Global é tornar empresas competitivas globalmente!

Estamos preparados para auxiliar em todos os trâmites relacionados à internacionalização da sua empresa.

Conte também com as Comitivas Internacionais da AIN Global: um serviço especializado dedicado a levar você e sua empresa para conhecer fornecedores, produtos e compradores que certamente ajudarão no processo de internacionalização do seu negócio.

Acesse o menu dedicado às Comitivas Internacionais e saiba mais sobre o tema.

Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter

Outros artigos

Quem atua com compra e venda de bens já deve estar familiarizado com o tema classificação fiscal de mercadorias.   Esta atividade …

O Brasil possui grandes indústrias reconhecidas internacionalmente. São diferentes segmentos de atuação que fornecem para diversos países no mundo. Mas para que …

Ter os melhores fornecedores, saber o que fazer com eles e, principalmente, extrair-lhes o melhor: esse é o estado da arte do …

Você já se perguntou como encontrar o melhor produto para importar? Aquele que vai permitir à sua empresa uma margem de lucro …